Programa de prevenção de suicídios abrange dois terços das cadeias


 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Set de 2010, 18:25

Dois terços das prisões portuguesas estão a desenvolver um programa de prevenção de suicídios, instrumento que a Direcção Geral dos Serviços Prisionais garante contribuir para a diminuição do número de suicídios nas cadeias.
Segundo informações divulgadas à agência Lusa pela Direcção Geral dos Serviços Prisionais (DGSP), a propósito do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, que hoje se assinala, o Programa Integrado de Prevenção do Suicídio abrange 92 por cento da população reclusa ao estar a ser aplicado em dois terços das prisões.

A DGSP sublinha que o programa, que tem como “objectivo combater o suicídio em meio prisional”, está a ser desenvolvido junto dos reclusos que apresentaram "maior incidência ao fenómeno nos últimos anos".

O Estabelecimento Prisional do Porto (Custóias) foi a primeira prisão, no ano passado, a receber esta iniciativa de prevenção de suicídios.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.