Professora Paula Decq Mota é a candidata da CDU à câmara da Horta

 Professora Paula Decq Mota é a candidata da CDU à câmara da Horta

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Jul de 2017, 07:42

Paula Decq Mota, professora, de 38 anos, foi hoje apresentada como candidata da CDU à Câmara Municipal da Horta, nos Açores, defendendo a necessidade de envolver os cidadãos do Faial na defesa da sua ilha.

“A candidatura da CDU apresenta-se a este debate com a determinação de denunciar as injustiças e as artimanhas políticas, mas também com a convicção de que é preciso, acima de tudo, convocar todas as energias para construir a força coletiva de uma ilha que é capaz de reivindicar os seus direitos e é, simultaneamente, respeitada pelo valor da sua gente, da sua história e do seu projeto de futuro”, salientou.

A candidata, que nos últimos quatro anos foi tesoureira na Junta de Freguesia da Matriz, no concelho da Horta, propôs “uma gestão autárquica que promova um efetivo envolvimento e uma forte participação da comunidade, numa perspetiva de aplicação de medidas que tenham a ver com as necessidades reais das pessoas”.

Paula Decq Mota criticou o modelo de desenvolvimento regional, alegando que parece “contrariar” a dinâmica social, cultural e económica criada pela comunidade do Faial, “fechando-lhe portas e não o deixando expandir-se”.

A militante do PCP disse que aceitou o desafio por acreditar que os eleitores têm direito a uma maior diversidade de escolhas, mas também por estar convicta de que o Faial “ficou sempre a ganhar quando a CDU teve uma presença forte” na ilha.

“Basta recuarmos um pouco no tempo para constatarmos que os períodos de maior influência eleitoral e institucional da CDU coincidiram sempre com uma forte expressão organizada da vontade popular, que levou a importantes conquistas para o desenvolvimento da nossa ilha: foi assim, por exemplo, com a construção da bacia sul da marina, da nova escola secundária e da fábrica da Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial”, frisou.

Por sua vez, o coordenador regional do PCP nos Açores, Vítor Silva, disse que a candidatura da CDU na Horta “pode alterar o marasmo em que a câmara municipal caiu”, sublinhando a importância de a coligação reforçar as suas posições nos órgãos de poder local.

“É fundamental a presença de uma força como a CDU, uma força que se preocupa com as pessoas, uma força que não perde uma oportunidade para apresentar propostas concretas que possam beneficiar as pessoas”, defendeu.

A CDU apresentou ainda como candidato à Assembleia Municipal da Horta José Decq Mota, antigo líder do PCP nos Açores, ex-deputado regional, ex-vereador da Câmara Municipal da Horta e atual deputado municipal.

Em 2013, o PS venceu as eleições à Câmara Municipal da Horta, elegendo quatro mandatos, contra três da coligação PSD/CDS/PPM. A CDU obteve apenas 5,4% dos votos nas eleições para a câmara, mas à Assembleia Municipal conquistou 8,77% dos votos, elegendo dois deputados, contra 11 do PS e oito da coligação PSD/CDS/PPM.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.