Produtos dos Açores ganham sabores contemporâneos (vídeo)

Carregando o video...

 

Ana Paula Fonseca   Regional   21 de Out de 2014, 15:40

Os produtos regionais ganham, nos dias 7 e 8 de novembro, novos e originais sabores na 8ª edição do "Açores Gastronomia Viva", organizado pela Escola de Formação Turística e Hoteleira (EFTH).



O evento, apresentado ontem em Ponta Delgada,  comporta dois jantares no restaurante Anfiteatro, nas Portas do Mar, em Ponta Delgada,  e conta este ano com a presença de seis chefs - dois com estrela Michelin e um chefe Cozinheiro do Ano 2013, vindos de Portugal Continental.

Cada chef  irá preparar um prato diferente  em cada jantar, cujos bilhetes, no valor de 49 euros, estão já  à venda no restaurante Anfiteatro da EFTH.

Para o secretário regional do Turismo, Vítor Fraga, o ‘Açores Gastronomia Viva’ constitui já um “evento âncora na área gastronómica e uma a referência no panorama de animação turística de outono”.

Face à sua importância passará a ter, a partir do próximo ano, uma “escala regional, num modelo descentralizado”, adiantou o governante.

“Um pouco por todo o mundo, o turismo gastronómico tem vindo a desenvolver-se a um ritmo acelerado e os Açores não podem ficar para trás”, defendeu Vítor Fraga, acrescentando que “o desenvolvimento da gastronomia tem um impacto económico direto no setor primário e um enorme potencial de promoção”.

“Acreditamos que a nossa gastronomia, tão valorizada por segmentos de mercado que têm forte apetência pela nossa oferta, associando o tradicional à necessária contemporaneidade será um fator diferenciador e valorizador da nossa oferta”, frisou o titular da pasta do Turismo açoriano.

Vítor Fraga afirma convicto que  a Região tem um “enorme potencial como destino gastronómico, dispondo de produtos de excelência, de diversidade entre ilhas e de um leque de opções extraordinário para os chefes e barmen”.

Nesta sequência de ideias, enalteceu o trabalho da Escola de Formação Turística Hoteleira  como promotora de eventos como o ‘Açores Gastronomia Viva’, a par do seu papel na “formação de jovens e profissionais ativos”.

“Esta escola é, nos dias de hoje, mais do que um centro de formação. É e deve ser ainda mais, um centro de desenvolvimento na área do turismo. É nesta lógica que devemos desafiar os nossos limites”, disse Vítor Fraga, que convidou ainda todos os intervenientes, a começar pelos empresários, para que “desenvolvam iniciativas de qualidade e trabalhem o produto gastronomia de uma forma estruturada e pensada”.

Apelou à conjugação de esforços entre parceiros do setor turístico para a promoção da gastronomia regional, através da realização de iniciativas que permitam afirmar este produto na oferta do setor.

O ‘Açores Gastronomia Viva’ foi  criado pela EFTH, em 2007,  como forma de destacar a valorização dos produtos e sabores da Região numa perspetiva contemporânea.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.