Processo contra filhos de Sharon por suspeita de corrupção


 

Lusa / AO online   Internacional   17 de Jun de 2010, 11:39

A polícia israelita pediu a instauração de procedimento judicial contra os dois filhos de Ariel Sharon, devido a um alegado caso de corrupção que remota a 2002, noticiou esta quinta-feira o jornal Haaretz.
De acordo com o diário, Omri e Gilad Sharon são suspeitos de terem interferido junto do empresário sul-africano Cyril Kern para a concessão de empréstimos no total de três milhões de dólares à família Sharon.

A polícia que investiga crimes de fraude quer também que o empresário austríaco Martin Schlaaff seja indiciado no mesmo processo, uma vez que suspeita que este recebeu o apoio de Ariel Sharon – então primeiro-ministro – para promover os seus negócios em Israel.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.