Processo com 36 arguidos começa hoje a ser julgado em Aveiro

Processo com 36 arguidos começa hoje a ser julgado em Aveiro

 

Lusa/AO Online   Nacional   8 de Nov de 2011, 06:34

O tribunal de Aveiro começa hoje a julgar 36 arguidos, incluindo figuras mediáticas como o antigo ministro socialista Armando Vara e o ex-presidente da REN, José Penedos, no âmbito do mega-processo Face Oculta.

O caso está relacionado com uma alegada rede de corrupção que tinha como objetivo o favorecimento de um grupo empresarial de Ovar ligado ao ramo das sucatas, nos negócios com empresas do setor empresarial do Estado e empresas privadas.

O empresário das sucatas Manuel Godinho, que chegou a estar em prisão preventiva, é o principal arguido no processo, estando acusado de 60 crimes, designadamente de associação criminosa, corrupção, tráfico de influências, furto qualificado, burla qualificada, falsificação de documentos e perturbação de arrematações.

No despacho de acusação, o Ministério Público (MP) sustenta que o sucateiro, de 56 anos, é "o arquiteto, o engenheiro e o pedreiro do edifício criminoso em investigação", assumindo-se como "a placa giratória" em torno da qual os diferentes arguidos se movimentam, articulando e concertando as suas ações.

De acordo com os investigadores, a rede de influências de Manuel Godinho incluía titulares de cargos governativos, políticos, administradores e quadros de empresas públicas, chefias e funcionários dos serviços de finanças, membros de executivos camarários e funcionários municipais e até membros das forças de segurança.

A acusação foi confirmada na fase de instrução pelo juiz Carlos Alexandre.

O processo, com 36 arguidos (34 pessoas e duas empresas), mais de 50 advogados e centenas de testemunhas arroladas, é composto por cerca de 130 volumes e mais de três centenas de apensos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.