Aviação

Privatização da TAP pode arrancar no primeiro trimestre de 2011


 

Lusa/AO online   Economia   13 de Dez de 2010, 17:48

O presidente da TAP acredita que é possível o processo de privatização da companhia arrancar no final do primeiro trimestre de 2011 e disse que tem mantido contacto com vários interessados na transportadora portuguesa.
"Pelo que temos observado a grande saída da TAP é a privatização e apesar da crise financeira actual nós vemos este momento como próprio para trabalhar a privatização", disse Fernando Pinto, no decorrer de um almoço com jornalistas, na sede da empresa, em Lisboa.

O presidente da TAP reiterou que "existem interessados" na compra da empresa, que se escusou a revelar, mas sublinhou que a administração tem estado em contacto com os mesmos.

Ainda assim, o processo envolve uma decisão governamental - já inscrita no PEC II - e uma oficialização mais prática.

"Há interessados mas eu diria que o processo tem que começar. Tem que haver a formação de um grupo para a privatização, dentro do ministério das Finanças e das Obras Públicas", disse Fernando Pinto, acrescentando que os decisores políticos têm outros problemas em mãos que os preocupam mais.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.