Principais bolsas europeias abrem em queda


 

Lusa/AO Online   Economia   24 de Jun de 2016, 07:45

As principais bolsas europeias abriram hoje em forte queda depois de conhecido o resultado do referendo no Reino Unido, no qual o 'Brexit' conquistou quinta-feira 51,9% dos votos, segundo os resultados finais.

Em Londres, os principais bancos, como o Royal Bank of Scotland (RBS), Barclays e o Lloyds Banking Group, ‘afundaram-se’ 30%, depois da abertura da bolsa a descer perto dos 8%, com o índice londrino a cair 7,94%, para os 5.840 pontos.

Já a Bolsa de Lisboa abriu igualmente em terreno negativo, com o PSI20, o índice de referência, a perder 1,76%, para os 4.607,24 pontos.

A seguir a tendência negativa, também a bolsa espanhola abriu a sessão com uma queda de 15,90% até aos 7.472,50 pontos, afetada pela decisão do Reino Unido em abandonar a União Europeia.

Também em Paris a bolsa abriu a cair 7,72%, situando-se nos 4.121,25 pontos.

Na Alemanha, a bolsa de Frankfurt caiu na sessão de abertura perto de 10%, após a decisão dos britânicos, com o índice 'Dax' a perder 9,94%, para os 9.272.19 pontos.

A oriente, o índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, encerrou com uma queda de 1.286,33 pontos, equivalente a 7,92%, situando-se nos 14.952,02 pontos.

O segundo indicador da bolsa japonesa, o Topix, que agrupa os valores da primeira sessão, perdeu 94,23 pontos, cerca de 7,26%, encerrando nas 1.204,48 unidades.

A bolsa de Tóquio chegou a perder mais de 8%, com as ações das principais empresas, como a Toyota e a SoftBank, a caírem a pique, quando os resultados sobre o referendo no Reino Unido começaram a dar como certa a vitória do ‘Brexit’.

Também a Bolsa de Hong Kong caiu hoje mais de 5% lançando o pânico nos mercados asiáticos após o anúncio da escolha dos britânicos, com o índice composto de Hang Seng a perder 1,067.34 pontos, para os 19,801.00 pontos.

Os ‘gigantes’ bancários HSBC e Standard Chartered foram duramente atingidos por esta "onda de pânico", perdendo entre 10 e 11%, respetivamente.

Também o Kospi, indicador do mercado sul-coreano fechou hoje com uma queda de 61,47 pontos, cerca de 3,09 %, fixando-se nos 1.925,24 pontos. O índice de valores tecnológicos Kosdaq perdeu 32,26 pontos, cerca de 4,76%, e fechou nas 647,16 unidades.

O índice geral da Bolsa de Xangai fechou hoje com uma queda de 1,30 por cento (37,67 pontos), para os 2854.29 pontos, um dia em que as cotações pareciam não estar especialmente marcadas pelo referendo britânico.

O preço do barril de petróleo Brent para entrega em agosto abriu hoje no mercado de futuros de Londres em 48,21 dólares, menos 4,14 que no fecho da jornada anterior.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair da União Europeia, depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, segundo os resultados finais.

Os defensores da saída do Reino Unido do bloco europeu tiveram 17,41 milhões de votos e os partidários da permanência na União Europeia obtiveram 16,14 milhões de votos, de acordo os dados divulgados no portal da BBC após ter terminado o apuramento em todos os 382 círculos eleitorais.

Os resultados do referendo fizeram cair a libra para o valor mais baixo desde 1985


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.