Primeiro-ministro na Assembleia Geral da ONU com foco na defesa do ambiente

Primeiro-ministro na Assembleia Geral da ONU com foco na defesa do ambiente

 

Ana Paula Fonseca   Nacional   17 de Set de 2017, 20:01

O primeiro-ministro, António Costa, parte na segunda-feira para Nova Iorque, onde participará na 72.ª Assembleia Geral das Nações Unidas, fazendo na quarta-feira um discurso em defesa do desenvolvimento sustentável e do combate global às alterações climáticas.


António Costa, que será pela primeira vez orador numa Assembleia Geral das Nações Unidas, tem o seu discurso previsto para as 11:30 locais (mais cinco horas em Lisboa) de quarta-feira - dia em que logo ao início da manhã também fará uma intervenção de fundo sobre oceanos num evento promovido pela Noruega.

"Durante a sua presença na Assembleia Geral das Nações Unidas, a principal mensagem política de António Costa vai ser a defesa da paz sustentável no mundo, que por sua vez exige um caminho de desenvolvimento sustentável dos povos e a defesa do ambiente, sobretudo através de um combate global às alterações climáticas", referiu à agência Lusa fonte do executivo português.

Ainda reflexo desta prioridade atribuída por António Costa à preservação e concretização do Acordo de Paris para o combate às alterações climáticas, está igualmente a sua participação numa iniciativa promovida pelo Presidente francês, Emmanuel Macron, denominada "Pacto ambiental" e que terá lugar na terça-feira à tarde.

Quanto a outros pontos da intervenção de António Costa na Assembleia da Geral das Nações Unidas, a mesma fonte do executivo adiantou à agência Lusa que "o primeiro-ministro não deixará de referir a presença histórica de Portugal no mundo como ponte entre civilizações e de fazer o elogio do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres".

"O primeiro-ministro, no seu discurso, vai seguramente deixar ainda mensagens de inequívoco empenhamento de Portugal no combate ao terrorismo e em defesa de uma solução rápida e eficaz para os refugiados", completou o mesmo elemento do executivo de Lisboa.

António Costa chega na segunda-feira a meio da tarde a Nova Iorque acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, participando nesse mesmo dia numa reunião do Fórum Económico Mundial.

Na terça-feira, antes da abertura oficial da 72.ª Assembleia Geral, o primeiro-ministro estará logo ao início da manhã numa receção oferecida pelo secretário-geral das Nações Unidas.

António Costa estará ainda num almoço neste mesmo dia que será oferecido por António Guterres a todos os chefes de Estado e de Governo presentes na 72.ª Assembleia Geral e reunirá a sós com o antigo chefe do Governo português na quarta-feira pelas 08:35 locais.

Na agenda do primeiro-ministro, além de vários encontros bilaterais ainda não confirmados oficialmente, está igualmente uma reunião na terça-feira à tarde entre os chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) presentes em Nova Iorque.

Fonte diplomática disse à agência Lusa que já confirmaram presença nesta reunião, também centrada nas questões do ambiente e dos oceanos, os presidentes do Brasil (Michel Temer), de Timor-Leste (Francisco Guterres Lu-Olo), da Guiné-Bissau (José Mário Vaz) e de São Tomé e Príncipe (Evaristo Carvalho), assim como os primeiros-ministros de Portugal e de Cabo Verde (Ulisses Correia e Silva).

De acordo com a mesma fonte, Angola e Moçambique deverão fazer-se representar na reunião pelos embaixadores dos respetivos países nas Nações Unidas.

Após este encontro ao nível da CPLP, já ao fim da tarde de terça-feira, António Costa poderá participar numa receção que será oferecida pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a chefes de Estado e de Governo presentes em Nova Iorque.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.