Primeiro-ministro francês considera ataque a militar em Paris um ato de terrorismo

Primeiro-ministro francês considera ataque a militar em Paris um ato de terrorismo

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   3 de Fev de 2017, 11:05

O primeiro-ministro francês, Bernard Cazeneuve, afirmou que o ataque ocorrido hoje contra um militar na zona do Museu do Louvre, em Paris, foi

O homem que atacou um militar francês com uma arma branca, junto ao Museu do Louvre, gritou “Deus é Grande” em árabe antes agredir o soldado que disparou de imediato sobre o atacante.

Segundo o chefe da polícia de Paris, Michel Cadot, o agressor, atingido pelo disparo, encontra-se em estado considerado grave por ter sido “atingido na barriga”.

O militar, membro da divisão antiterrorista “Sentinelle”, apresenta ferimentos ligeiros provocados pelo golpe de “uma catana”.

Entretanto o Museu do Loure e o Museu d’Orsay foram evacuados e a circulação na zona restringida pela polícia, incluindo o metropolitano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.