Primeiro-ministro defende que Portugal respira agora "clima de tranquilidade"

Primeiro-ministro defende que Portugal respira agora "clima de tranquilidade"

 

Lusa/AO Online   Economia   22 de Nov de 2016, 16:42

O secretário-geral do PS defendeu hoje que Portugal respira um "clima de tranquilidade", sem sobressaltos para as empresas e famílias no dia-a-dia, com o Governo a dar "paz" ao Tribunal Constitucional e a ter "excelentes" relações institucionais.

 

António Costa falava no encerramento das Jornadas Parlamentares do PS na Guarda, num discurso em que defendeu que o seu Governo tem cumprido os seus compromissos eleitorais, os compromissos que estabeleceu com os parceiros de investidura (PCP, Bloco de Esquerda e PEV) e as regras da União Europeia.

"Devolvemos ao país a normalidade. O país respira um clima de tranquilidade, com as famílias e as empresas a já não viverem no sobressalto do que poderá acontecer no dia seguinte", sustentou o primeiro-ministro.

De acordo com o líder do executivo, no último ano, deixou de haver "a incerteza de planos B do Estado, ou a necessidade de apresentação de orçamentos retificativos".

"Demos paz ao Tribunal Constitucional e há um excelente clima de relações institucionais entre o Governo, o Presidente da República, a Assembleia da República, os demais órgãos de soberania e as autarquias locais", acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.