Primeiras presidenciais em tempo de paz no Sri Lanka


 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Jan de 2010, 10:30

O presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapakse, pediu esta segunda-feira uma votação calma, na véspera das primeiras eleições presidenciais em tempo de paz, após 37 anos de conflito entre o Estado e a rebelião separatista dos Tigres Tamil.
«O governo do Sri Lanka apela para uma eleição calma e compromete-se a tomar todas as medidas necessárias para conseguir esse objectivo», declarou a presidência em comunicado.

Cerca de 68 000 polícias e 250 000 funcionários da administração vão supervisionar o escrutínio, que promete ser renhido, e no qual está prevista a participação de 14,08 milhões de eleitores, de acordo com observadores.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.