Coreia do Norte

Presidente sul-coreano duvida que Kim Jong-il abandone o poder


 

Lusa/AO online   Internacional   10 de Set de 2010, 12:18

O Presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, considerou esta sexta-feira que o líder norte-coreano Kim Jong-il não vai abandonar voluntariamente o poder e que não faz sentido falar de uma possível transmissão da chefia do Estado para o seu filho Kim Jong-un.
“Julgo que enquanto Kim Jong-il, o actual líder norte-coreano, continuar vivo, dificilmente Kim Jong-un conseguirá ser o meu interlocutor”, referiu Lee durante uma visita oficial à Rússia, em entrevista à estação televisiva “Vesti 24”.

Analistas sul-coreanos consideraram que a recente visita do “amado líder” norte-coreano à China e a sua reunião com o Presidente chinês, Hu Jintao, poderia estar relacionada com o processo de sucessão em favor do seu filho mais novo, com 26 anos.

No entanto, Lee referiu “ser difícil falar do momento em que possa ocorrer (a mudança de poder) porque temos pouca informação” sobre o estado de saúde do líder norte-coreano e a situação política interna.

Em simultâneo, Lee voltou a exigir desculpas ao regime de Pyongyang pelo afundamento do navio de guerra sul-coreano “Cheonan” no mar Amarelo, em Março, e que segundo Seul foi atingido por um torpedo norte-coreano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.