Presidente do Marítimo quer final da Taça da Liga nos Açores

Presidente do Marítimo quer final da Taça da Liga nos Açores

 

Arthur Melo   Futebol   2 de Abr de 2015, 23:50

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, sugeriu que a final da Taça da Liga de futebol, que se deverá disputar a 28 de maio, deveria realizar-se nos Açores

O presidente do Marítimo, equipa que se apurou esta noite para a final da Taça da Liga de futebol, sugeriu que o encontro decisivo da competição tenha lugar nos Açores. 

Carlos Pereira, após a vitória da turma madeirense sobre o FC Porto (2-1), comentando o local de realização da final, avançou com o desejo que a final se pudesse disputar nos Açores.

"Vamos estar num ambiente completamente adverso que é a vontade da Região porque não podemos deixar de lembrar que vamos jogar no espaço nacional. Gostaria que essa final fosse, por exemplo, nos Açores, porque era um ambiente neutro à semelhança do que aconteceu em 1925/26 quando o Marítimo foi campeão de Portugal", afirmou o dirigente máximo do clube madeirense em declarações à TVI. 

Ao mesmo tempo, Carlos Pereira deixou no ar a posssibilidade da final - que será contra o Benfica - vir a ser disputada a 28 de maio. 

"Se é a 25 de abril ou 28 de maio para nós é indiferente. Não me preocupa se seja o Benfica a pedir ou a Liga a decidir. É o final do campeonato e vamos jogar quando e onde estiver marcado. Mas volto a dizer: devia ser em campo neutro e nos Açores", reforçou. 

Na segunda meia final da prova, realizada esta noite no Estádio dos Barreiros, no Funchal, o Marítimo eliminou o FC Porto ao vencer por 2-1, num jogo em que esteve a perder. 

Evandro, aos 32, colocou os portistas em vantagem mas o Marírtimo deu a volta ao marcador ainda antes do intervalo, com golos de Bruno Gallo (37') na transformação de uma grande penalidade e Marega (45').


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.