Presidente do Governo dos Açores destaca "oportunidade" de visita de congressistas

Presidente do Governo dos Açores destaca "oportunidade" de visita de congressistas

 

AOnline/LUSA   Regional   10 de Mai de 2015, 10:38

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, destacou no sábado "a oportunidade" da visita de congressistas norte-americanos às Lajes para verem no terreno as razões que assistem à região e a Portugal na questão da base aérea.

Falando aos jornalistas em Angra do Heroísmo, à margem de uma receção aos congressistas, Vasco Cordeiro congratulou-se com o "sinal de contínuo acompanhamento" e "de força que esta visita dos congressistas dá quanto ao interesse que existe" na questão da base das Lajes e "quanto aos argumentos que têm sido colocado em cima da mesa por Portugal e pelos Açores em particular".

Vasco Cordeiro afirmou esperar que durante esta visita, os congressistas e o resto da comitiva que os acompanha conheçam 'in loco' de forma "mais profunda" as razões que assistem a Portugal e aos Açores.

O presidente do executivo regional disse "obviamente" reconhecer "a legitimidade" dos Estados Unidos alterarem a sua presença nas Lajes, no contexto de reconfiguração de forças na Europa, mas sublinhou que "é necessário honrar também esta relação diplomática entre os dois países".

Os Estados Unidos decidiram em janeiro reduzir a sua presença na base açoriana, incluindo um corte de cerca 500 trabalhadores portugueses.

"Da parte do Governo dos Açores, aquilo que fazemos, como sempre temos feito, é dar nota não apenas das nossas preocupações, dos aspetos que devem ser acautelados numa relação histórica diplomática como a que existe entre Portugal e os EUA, mas também da confiança que temos com este movimento, com esta coligação de amigos que tem sido possível construir no Congresso dos Estados Unidos", acrescentou.

Vasco Cordeiro salientou que no Congresso dos EUA foi possível construir uma "coligação de amigos dos Açores" nesta matéria, encabeçada por congressistas ligados às comunidades de emigrantes oriundas do arquipélago, o que fica também demonstrado por esta visita à Terceira.

O presidente do Governo açoriano destacou, por outro lado, a "articulação" que tem havido entre as autoridades dos Açores e o Ministério dos Negócios Estrangeiros em relação às Lajes, dizendo que Portugal está a falar "a uma só voz" para acentuar a "importância do assunto Lajes para as relações bilaterais" entre os dois países e "os aspetos" que devem ser acautelados no âmbito da intenção norte-americana de reduzir a sua presença militar na Terceira.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.