Presidente de autarcas social democratas propõe no congresso segunda volta nas directas


 

lusa   Nacional   27 de Fev de 2010, 11:35

O presidente dos Autarcas Social Democratas, Manuel Frexes, vai propor hoje, no quinto congresso nacional, uma alteração aos estatutos do PSD para que haja “uma segunda volta para eleição do presidente, se ninguém obtiver que não haja uma maioria à primeira”.

Em declarações à Lusa, Manuel Frexes, afirmou que “isto serve para evitar aquilo que aconteceu nas últimas eleições”, acrescentando que “é uma forma de fortalecer a liderança e o partido”.

“No PSD há quem diga que o sistema de eleição directa está a desagregar o partido. Eu acho que não, acho que o sistema de um homem, um voto, é o mais democrático e universal e devolve a decisão às origens”, referiu o presidente da Câmara do Fundão.

Para Manuel Frexes “as próximas eleições directas regem-se pelas normas vigentes e não se mudam as regras a meio do jogo”, pelo que “os estatutos, no caso de virem a ser alterados e consagrarem essa regra, aplicar-se-ão em futuras eleições”.

“Não seria ético aplicar alterações estatutárias nestas directas de dia 26 de março”, reforçou.

Manuel Frexes falava à Lusa à margem da preparação do quinto Congresso Nacional dos Autarcas Social Democratas (ASD), que decorre hoje no Porto, na Fundação Engenheiro António de Almeida, a partir das 15h00, para eleger os novos órgãos para os próximos quatro anos.

O autarca do Fundão recandidata-se à presidência da Comissão Política Nacional, sendo António Capucho, presidente da Câmara de Cascais, o candidato ao Conselho Nacional.

Berta Cabral, autarca de Ponta Delgada, lidera a lista ao Conselho de Jurisdição e Fernando Campos, presidente da Câmara de Boticas, é o primeiro nome para a Mesa do Congresso.

“Durante o encontro vai ser prestada homenagem a personalidades que, desde a fundação dos ASD, se destacaram no desempenho das funções de autarca, em altos cargos de chefia do Governo ou na liderança do PSD”, referiu Manuel Frexes.

Entre os homenageados está a líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, que encerrará o congresso dos ASD, às 19h00.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.