Presidente da República Portuguesa apela a ética personalista

Presidente da República Portuguesa apela a ética personalista

 

Ana Carvalho Melo   Regional   9 de Jun de 2018, 20:46

O Presidente da República Portuguesa apelou a uma ética personalista que "atravessa os poderes, mas exige sociedades civis mais fortes".

Marcelo Rebelo de Sousa falava na sexta-feira à noite num jantar-palestra do Rotary Clube de Ponta Delgada no qual realizou uma palestra intitulada “A Ética na Construção da Paz”.

"A pessoa é o alfa e o ómega. O princípio e o fim da atuação comunitária. Mas não é a pessoa abstrata porque é fácil amar em abstrato, o difícil é amar as pessoas de carne e osso. (...) Essa ética personalista, que é global, atravessa obviamente os poderes públicos, mas exige sociedade civis mais fortes, instituições fortes de solidariedade social na sociedade civil, e deve apelar às gerações mais jovens para que sejam mais exigentes e responsabilizadores", afirmou.

Marcelo Rebelo de Sousa está em Ponta Delgada para as comemorações do Dia de Portugal, fazendo a participação neste evento parte do programa à margem das comemorações oficiais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.