Presidente da República em Malta para debater migrações com Grupo de Arraiolos

Presidente da República em Malta para debater migrações com Grupo de Arraiolos

 

Lusa/AO online   Nacional   14 de Set de 2017, 15:56

Marcelo Rebelo de Sousa é um dos 13 chefes de Estado presentes em Malta, no encontro do Grupo de Arraiolos, que reúne presidentes não executivos da União Europeia, este ano para debaterem o fenómeno das migrações.


Numa mensagem de boas vindas, a anfitriã e Presidente de Malta, Marie-Louise Coleiro Preca, diz que o 13.º encontro será uma oportunidade de reflexão sobre a dimensão social da União, o fenómeno das migrações e a inclusão social e económica de cidadãos e residentes.

A organização do encontro informal de Presidentes não executivos, com o tema "cruzando fronteiras", destaca ainda, em comunicado, que os 13 chefes de Estado se vão debruçar sobre como tornar a União Europeia mais inclusiva para aqueles que atravessam as fronteiras e se sentem marginalizados social e economicamente.

Nesse sentido, será "um convite à reflexão sobre como a Europa pode redescobrir os seus valores sociais e alcançar níveis mais elevados de solidariedade e inclusão", é referido.

De acordo com o programa do encontro que decorrerá hoje e na sexta-feira na capital da República de Malta, Valeta, os chefes de Estado (Malta, Áustria, Bulgária, Croácia, Eslovénia, Estónia, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Letónia, Polónia e Portugal) começarão por participar à tarde numa sessão de trabalho com o tema "reclamar por uma Europa social na sombra de uma economia global predatória".

Neste primeiro dia, os Presidentes visitarão ainda o museu e a Catedral de São João e percorrerão a pé algumas ruas da capital.

Na sexta-feira, o encontro prossegue com a realização de mais uma sessão de trabalho com o tema "gerindo desafios de segurança na área euro-mediterrânica" e termina com uma conferência de imprensa.

O Grupo de Arraiolos reuniu-se pela primeira vez na vila alentejana de Arraiolos, em 2003, por iniciativa do então Presidente da República de Portugal, Jorge Sampaio, que procurou juntar um conjunto de chefes de Estado com poderes semelhantes aos seus para discutir o futuro da União Europeia.

Desde então, realizaram-se 12 encontros, que têm tido periodicidade anual, o último dos quais em Sófia, Bulgária, em 14 e 15 de setembro do ano passado, com a participação de oito chefes de Estado, da Finlândia, Hungria, Bulgária, Malta, Itália, Letónia, Polónia e de Portugal.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.