Presidente da Câmara de Ponta Delgada recandidata-se "com espírito de missão"

Regional /
José Manuel Bolieiro

15322 visualizações   

O presidente da Câmara de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro (PSD), recandidata-se a novo mandato "com espírito de missão" e para "dar continuidade ao trabalho feito", dando prioridade às pessoas, à coesão territorial e à descentralização.
 

 

“Assumi a responsabilidade desta recandidatura, porque estou convencido que era meu dever e seria, aliás, ir contra o meu espírito de missão e sentido de responsabilidade não dar continuidade ao trabalho candidatando-me”, afirmou hoje à agência Lusa o social-democrata.

Advogado e militante do PSD, José Manuel Bolieiro tem 51 anos, foi durante onze anos deputado no parlamento regional e entrou para a autarquia de Ponta Delgada em 2009 como vice-presidente.

A partir de 01 de agosto de 2012 substituiu Berta Cabral (PSD) na presidência do município e encabeçou a lista do PSD nas autárquicas de 2013, pelo que concorre agora pela segunda vez à liderança da maior autarquia do arquipélago.

Como prioridades para o novo mandato, caso seja eleito em outubro, José Manuel Bolieiro destacou a política dedicada às pessoas, a coesão territorial, a aposta na descentralização e parceria com as 24 juntas de freguesia, enquanto “agentes de desenvolvimento”, com o propósito de fixar as populações e também o negócio público e privado.

Além disso, prometeu apostar “na dimensão democrática da participação da cidadania com o envolvimento reforçado do orçamento participativo” e incrementar a marca Ponta Delgada enquanto “atração diferenciadora no contexto nacional e europeu”.

“Uma recandidatura não fará da campanha eleitoral um exercício demagógico e populista não só, como já disse, aos adversários, bem como em relação aquilo que é possível fazer junto dos cidadãos”, assegurou José Manuel Bolieiro, que conta com o apoio do PSD/Açores e da Comissão Política Concelhia nesta corrida eleitoral.

Segundo disse o candidato, a decisão de avançar surge depois de um período de reflexão pessoal dado que “a dedicação, o esforço e a missão levada a efeito na gestão camarária” tem sido “bastante exigente e num período muito difícil”.

“Acabei por considerar que era minha responsabilidade dar continuidade ao trabalho que desenvolvi”, assumiu José Manuel Bolieiro.

Apontado, várias vezes, como elemento capaz de exercer outros cargos dentro do partido e no âmbito político, o candidato disse apenas que: “tenho demonstrado, não apenas por palavras, que não sou político de estar num lado pensando noutros”.

Para já concorrem à Câmara de Ponta Delgada, pelo PS, o atual secretário regional dos Transportes e Obras Públicas, Vítor Fraga, pela coligação CDU (PCP e Os Verdes), o professor Rui Teixeira e, pelo PPM, o empresário Rui Matos.