Natal

Presentes que contribuem para causas sociais são opção para muitos


 

Lusa/AO online   Nacional   20 de Dez de 2010, 17:58

No Natal há quem opte por oferecer presentes que contribuem para causas de solidariedade. De cachecóis a CD, passando por livros e peluches, são várias as marcas que doam parte do que lucram nesta época a instituições ou causas de solidariedade social.
Começa a tornar-se uma tradição. Quando o ano se aproxima do fim, as mascotes de dois supermercados, a Popota e a Leopoldina, reaparecem e com elas trazem livros ou CD dirigidos a crianças, cujo valor reverte em parte para causas de solidariedade social.

Este ano, o Modelo lançou o livro “Popota Show – Ao ritmo de uma estrela”, que custa dois euros, sendo que um euro reverte para a Cruz Vermelha.

Desde que apareceu, em 2007, a Popota já angariou mais de um milhão de euros, que permitiram dar apoio directo a mais de cem mil seniores.

O Continente optou este ano por lançar um CD que reúne clássicos infantis revisitados por artistas portugueses como David Fonseca, os Deolinda ou Rita Redshoes.
    

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.