Prémio à vaca leiteira passa a ser igual em todas as ilhas dos Açores

Prémio à vaca leiteira passa a ser igual em todas as ilhas dos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Out de 2015, 16:56

A resolução que define que o prémio à vaca leiteira passa a ser de 190 euros, por animal, nas nove ilhas dos Açores, face ao aumento de 45 euros na Terceira e São Miguel, foi hoje publicada no Jornal Oficial.

 

De acordo com a resolução, citada pelo gabinete de imprensa do executivo açoriano, o Governo dos Açores vai disponibilizar 3,3 milhões de euros para a antecipação, este mês, de 70% do pagamento do prémio à vaca leiteira.

Desta forma, para além da equiparação do prémio em São Miguel e na Terceira ao das restantes ilhas do arquipélago, permite-se a entrada imediata de cerca de 8,5 milhões de euros no setor leiteiro regional, ainda segundo a mesma fonte.

A resolução agora publicada integra um conjunto de medidas determinadas pelo Governo dos Açores que representam um esforço financeiro regional de cerca de cinco milhões de euros, a que se somam cerca de sete milhões de euros de reforço de investimento público previsto na anteproposta do Plano para 2016.

Numa conferência de imprensa após a reunião do Conselho Regional de Concertação Estratégica, em que apresentou o documento, em Ponta Delgada, em setembro, Vasco Cordeiro referiu especificamente este reforço, já em 2015, do prémio à vaca leiteira em São Miguel e na Terceira.

Vasco Cordeiro divulgou que o prémio à vaca leiteira em 2016, em São Miguel, fica também estabelecido em 190 euros, verba que já estava prevista para a Terceira para o próximo ano.

O líder do executivo açoriano referiu ainda que o governo quer também “criar uma linha de crédito de apoio ao pagamento de juros, semelhante a uma que já existiu, a Safiagri, para aliviar custos financeiros das explorações com empréstimos bancários já contraídos”, que poderá totalizar 700 mil euros por ano.

Foi ainda anunciado que o pagamento das medidas ambientais no setor será antecipado em 85%, no final do mês de outubro, “com um significado de cerca de 13 milhões de euros”.

Vasco Cordeiro afirmou, na sequência do Conselho Regional de Concertação Estratégica, que o setor leiteiro receberá em 2016 um reforço de 11,8 milhões de euros (abaixo dos 20 milhões pedidos pela Federação Agrícola dos Açores), entre os cerca de sete milhões de investimentos que “ocorreriam em circunstâncias normais”, como a construção dos matadouros do Faial e da Graciosa e o parque de exposições da Terceira, e ainda os cerca de cinco milhões para medidas específicas de apoio nesta altura de crise.

 

JYAM (ROC) // ROC

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.