Preço dos bens alimentares atingiu máximo dos últimos dois anos


 

Lusa/AO online   Economia   1 de Set de 2010, 18:18

O preço dos bens alimentares essenciais atingiu em Agosto o nível mais alto dos últimos dois anos nos mercados internacionais, aproximando-se dos valores da crise de 2008, segundo dados esta quarta-feira divulgados pela Organização para Alimentação e Agricultura (FAO).
Segundo a FAO, o aumento de cinco por cento no índice do preço dos alimentos entre Julho e Agosto foi o maior em termos mensais desde Novembro de 2009, e teve como principal causa a escalada dos preços do trigo.

Importante contributo para a escalada do preço deste cereal foi a interrupção das exportações da Rússia, devido à seca registada nos últimos meses no país.

O preço do açúcar e das oleaginosas também pressionou o índice em alta.

O aumento dos preços dos alimentos está já a ter consequências políticas. Em Moçambique, o protesto contra os aumentos dos preços dos bens essenciais causou hoje pelo menos seis mortos e mais de oitenta feridos, 14 das quais em estado grave, nos confrontos entre a polícia e populares.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.