Preço da aposta mínima do Euromilhões sobe 50 cêntimos e aumenta valor dos prémios

Preço da aposta mínima do Euromilhões sobe 50 cêntimos e aumenta valor dos prémios

 

Lusa/AO Online   Economia   28 de Jul de 2016, 17:31

O preço da aposta mínima do Euromilhões vai aumentar 50 cêntimos, a partir setembro, uma alteração que vai permitir a participação dos apostadores num novo jogo social e subir os valores dos prémios, segundo a Santa Casa.

 

O Conselho de Ministros aprovou hoje o regime jurídico de um novo jogo social sobre sorteio de números, chamado “Totosorteio”, que será explorado em conjunto com o Euromilhões.

Em declarações à agência Lusa, Maria João Matos, do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), adiantou que o novo jogo social, “Totosorteio”, que será rebatizado com uma nova marca comercial (um novo nome), em setembro, vai fazer subir o preço da aposta mínima do Euromilhões de dois euros, para 2,5 euros.

“O Euromilhões vai crescer com novas apostas, a partir do dia 27 de setembro, com um custo de aposta um bocadinho mais alta, porque vamos ter mais e maiores prémios”, disse Maria João Matos.

Segundo a responsável, o valor mínimo garantido do primeiro prémio passa de 15 para 17 milhões de euros e os sorteios de Super Jackpots Mínimos Garantidos (SJMG) passam dos 100 milhões para os 130 milhões.

Será também realizado um “evento promocional”, duas vezes por ano, que irão premiar 25 apostadores do Euromilhões, com um milhão de euros cada, estando o primeiro sorteio previsto para o final de outubro.

Maria João Matos adiantou que o primeiro sorteio do novo jogo, associado ao Euromilhões, irá realizar-se no dia 30 de setembro”.

O jogo social “permitirá, garantidamente, e todas as semanas, a atribuição de um prémio de um milhão de euros, só em Portugal”, criando mais 52 novos milionários por ano, frisou.

Este conjunto de alterações ao Euromilhões foi acordado no dia 08 de julho, por Portugal e os restantes oitos países participantes no Grupo Euromilhões (Áustria, Bélgica, França, Irlanda, Luxemburgo, Espanha, Suíça e Reino Unido).

O Departamento de Jogos da Santa Casa explicou à Lusa que “a mecânica do jogo não sofrerá alterações”, embora os apostadores passem a ter mais uma estrela na matriz (12 em vez de 11), mas mantém-se inalterada a probabilidade de ganho de 1 prémio (1:13).

Os Jogos Santa Casa irão lançar uma campanha publicitária para informar atempadamente os apostadores portugueses sobre todas as alterações ao Euromilhões e a mecânica do novo jogo.

Segundo o comunicado do Conselho de Ministros, a criação do Totosorteio pretende combater “a oferta ilegal que se verifica existir neste tipo de sorteios de números, canalizando-a para a oferta legal, em estritas condições de segurança, integridade e transparência, as quais são garantidas pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa”.

“Ao oferecer aos portugueses este novo jogo social, no fundo estamos a querer diminuir as possibilidades de apostas em tudo aquilo que é ilegal fora do quadro regulado pelo Estado”, explicou Maria João Matos.

Lembrou ainda a missão do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que “é criar as condições necessárias para canalizar a procura de jogos em dinheiro para a oferta de jogos sociais do Estado”.

Os jogos sociais do Estado são a Lotaria Clássica, a Lotaria Popular, o Totobola, o Totoloto, o Joker, a Raspadinha, o Euromilhões e o PLACARD.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.