Precisamos de mais crescimento para sustentar o rigor orçamental

Precisamos de mais crescimento para sustentar o rigor orçamental

 

Lusa/Açoriano Oriental   Nacional   21 de Dez de 2016, 16:57

O Presidente da República defendeu que a aplicação do Orçamento do Estado para 2017 enfrenta "quatro desafios sérios", incluindo a necessidade de mais crescimento económico para sustentar o rigor orçamental nos próximos anos.

 

Marcelo Rebelo de Sousa falava numa declaração ao país, a partir da Sala das Bicas do Palácio de Belém, em Lisboa, em que explicou as razões fundamentais que o levaram a promulgar de imediato o Orçamento do Estado para 2017.

"Precisamos de mais crescimento económico, além do mais, para garantir a sustentabilidade do rigor orçamental nos anos próximos", declarou o chefe de Estado, na segunda parte da sua intervenção, em que quis "chamar a atenção dos portugueses para quatro desafios sérios que se colocam à aplicação deste Orçamento".

Segundo o Presidente da República, o primeiro desafio "é a imprevisibilidade no mundo e na Europa" e o segundo "é a atenção à conclusão do processo de consolidação do sistema bancário".

"O terceiro é o que respeita à necessidade de mais crescimento económico. Nós precisamos de mais crescimento económico, além do mais, para garantir a sustentabilidade do rigor orçamental nos anos próximos", prosseguiu.

Marcelo Rebelo de Sousa apontou como quarto desafio, associado ao terceiro, "o desafio do aumento das exportações, sobretudo aquelas de maior valor acrescentado no nosso país, do acréscimo do investimento, da melhor utilização dos fundos europeus".

"Tudo com o objetivo de, mobilizando ao mesmo tempo maior poupança por parte dos portugueses, termos um crescimento superior ao crescimento dos últimos anos", acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.