Pré-aviso de greve entregue pela UGT e CGTP ao Governo


 

Lusa/AO online   Economia   19 de Out de 2010, 16:05

A CGTP e UGT entregaram esta terça-feira de manhã no Ministério do Trabalho o pré-aviso de greve geral, apelando a todos os trabalhadores para que adiram a esta "última forma de luta" marcada para 24 de Novembro.
Os dirigentes sindicais, que pela primeira vez entregaram juntos um pré-aviso de greve geral, esperavam ter sido recebidos por alguém do Ministério, mas viram as expectativas goradas: "Contatamos segunda-feira o gabinete da ministra para alguém nos receber, mas fomos surpreendidos ao termos de entregar o pré-aviso às relações públicas", afirmou João Proença, à saída do Ministério. Falta ainda mais de um mês para a greve geral, mas o responsável da UGT, João Proença, defendeu que o pré-aviso já esta a produzir efeitos, uma vez que "as pessoas já estão a refletir sobre o facto de as duas centrais sindicais estarem juntas numa greve".

Carvalho da Silva, dirigente da CGTP, afirmou querer com a greve geral "travar a precariedade [laboral] e a falta de uma perspectiva futura" para o país, acrescentando que "Portugal está a assistir a uma quebra muito acelerada dos salários dos trabalhadores e há camadas da população portuguesa em risco de cair na pobreza".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.