Praias de Água d’Alto vão ficar ligadas através de um passeio

Praias de Água d’Alto vão ficar ligadas através de um passeio

 

Paulo Faustino   Regional   13 de Nov de 2010, 14:17

 

Além de um local de passeio junto à linha de costa, Praia de Água d’Alto e Prainha vão ter mais 160 lugares de estacionamento. Secretário garante reforço de segurança na zona

 

As duas praias situadas em Água d’Alto, junto à zona de intervenção das Scut, irão disponibilizar mais 160 lugares de estacionamento (além dos actuais) e vão estar ligadas entre si com a construção de um passeio que permitirá às pessoas passearem junto à linha de costa em segurança.

O anúncio foi feito ontem pelo secretário da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, na sequência da sua visita às obras integradas na construção das estradas Scut no Eixo Sul, tendo apresentado o projecto rodoviário previsto para a zona entre a Praia de Água d’Alto e a Prainha.

Além do passeio que ligará as duas praias de Água d’Alto, está ainda projectada a construção de um segundo passeio entre a praia grande e a Ribeira da Praia, local de acesso ao estacionamento que no Verão passado já foi utilizado pelo público.

José Contente não se comprometeu com prazos para a conclusão dos trabalhos em Água d’Alto, mas adiantou que os utentes da zona balnear poderão usufruir do espaço, já com alguma segurança, no próximo Verão. No entanto, com as obras a decorrerem a bom ritmo, o governante confia que os trabalhos no Eixo Sul estejam terminados dentro de cerca de um ano. “A Euroscut não indicou um prazo concreto para a conclusão das obras aqui em Água d’Alto, mas tudo fará para que estes constrangimentos sejam progressivamente diminuídos, porque é difícil fazer uma obra destas com o trânsito a passar. Todos têm que ter a paciência que tiveram até agora”. Isto por se tratar de “transtornos que resultarão num bem final para todos”.

A execução das obras nesta parte da ilha implicou o alargamento da via e o avanço sobre o areal em cerca de 60 centímetros. Um custo ambiental que José Contente considera mínimo para reforçar as condições de segurança no local: “Tivemos a preocupação de minimizar ao máximo a utilização do areal para o impacto ser menor, mas (60 cm) foram necessários para garantirmos melhores condições de segurança, conforto e transitabilidade”.

Do ponto de vista técnico, o reforço de segurança junto às praias de Água d’Alto, que vão dar uma nova configuração a estas zonas balneares, passa, entre outras coisas, pelo desvio da estrada em relação aos taludes que confinam com ela. A deslocação da faixa de rodagem será aproveitada para a construção de um valão destinado a depositar os materiais resultantes de deslizamentos de terras e pedras. Para tornar essa operação viável houve que edificar novos muros de suporte e reforçar a protecção da orla marítima. Acresce que entre o segundo acesso à Ribeira Chã e o bar da Praia Grande o talude sobranceiro à estrada será intervencionado ao longo de 200 metros, a Poente.

Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de sábado, dia 13 de Novembro de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.