Autarca da Praia da Vitória destaca retorno das Festas da Praia para a economia local

Autarca da Praia da Vitória destaca retorno das Festas da Praia para a economia local

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Mar de 2016, 12:24

A Câmara Municipal da Praia da Vitória anunciou hoje que vai manter a comparticipação financeira de cerca de um terço das Festas da Praia em 2016, alegando que o investimento tem retorno para a economia do concelho.

 

"Estamos a falar do maior investimento que a câmara faz na economia local. Por mais projetos que nós possamos ter em mãos, por cada euro que a câmara coloca numa festa como esta, no mínimo cinco vezes fica na economia local", frisou o presidente da autarquia, Roberto Monteiro, na apresentação do tema e do orçamento das maiores festas do concelho.

As Festas da Praia 2016, que vão decorrer de 29 de julho a 07 de agosto, terão um orçamento de 725 mil euros, com uma comparticipação de 237 mil euros da câmara municipal.

Segundo o vereador Tibério Dinis, presidente da cooperativa Praia Cultural, no ano passado a receita (706 mil euros) foi superior à despesa (705 mil euros), o que "ajuda a consolidar e a suportar a festa de forma sustentável, ano após ano".

As festas, que durante 10 dias animam a cidade com música, cortejos, desporto, tauromaquia, artesanato e gastronomia, entre outras atividades, são também uma atração para os turistas, sobretudo das ilhas vizinhas e da comunidade emigrante nos Estados Unidos e no Canadá.

"Nos dois anos anteriores (2014 e 2015) foi esgotada a capacidade hoteleira da ilha e o valor médio da estadia por noite foi superior", salientou Tibério Dinis, alegando que, apesar de as festas decorrerem na primeira semana de agosto, período tradicional de férias, há maior procura nessa altura, em comparação com a última quinzena de julho e a última quinzena de agosto.

A promoção das Festas da Praia começou a ser feita na semana passada, na Bolsa de Turismo de Lisboa, e na próxima semana a comissão das festas vai deslocar-se junto das comunidades emigrantes, estando prevista também uma ação de divulgação na Feira do Livro, na capital portuguesa.

Segundo Roberto Monteiro, há sobretudo uma aposta nas segundas gerações de emigrantes, que já nasceram no país de emigração e que têm de ser cativadas com "elementos de atratividade distintos".

O cartaz musical só deverá ser conhecido em abril e deverá ser promovido no arquipélago, principalmente nas ilhas do Triângulo (São Jorge, Faial e Pico) e na ilha de São Miguel, cujos habitantes que se têm provado nos últimos anos como "públicos fundamentais" do recinto de espetáculos pagos.

Este ano, o tema das Festas da Praia é "A Magia do Circo", com o objetivo de incrementar a animação de rua e de ter um cortejo de abertura mais dinâmico.

"Pretendemos que esta linha que tem sido criada nos últimos anos nas Festas da Praia seja uma festa de vida, de muita animação e de muita gente a saber fazer arte e a incorporar o cortejo de abertura", salientou Tibério Dinis.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.