PR timorense "chocado" com morte do seu homólogo polaco


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Abr de 2010, 12:18

O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, disse estar "chocado" com a morte do seu homólogo polaco, Lech Kaczynski, vítima de um acidente de aviação, ocorrido no sábado.
"É com choque e pesar que tomo conhecimento do acidente aéreo que provocou a morte do Presidente Lech Kaczynski, da sua mulher, Maria Kaczynskaya, de altas personalidades do Estado e de outras figuras públicas", lê-se na mensagem de condolências que enviou ao presidente do Parlamento polaco.

Na missiva, o Prémio Nobel da Paz disse ainda que o "povo timorense está chocado com a escala deste horrível desastre" e realçou que "uma das características mais assinaláveis do Povo Polaco é a sua capacidade para ultrapassar as maiores adversidades com coragem e dignidade".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.