PPM propõe roteiro cultural nos Açores sobre primeiro editor de Pablo Neruda

PPM propõe roteiro cultural nos Açores sobre primeiro editor de Pablo Neruda

 

Lusa/AO online   Regional   29 de Dez de 2014, 15:27

O Partido Popular Monárquico (PPM) quer que o Governo dos Açores crie um roteiro cultural dedicado a Carlos George Nascimento, o açoriano nascido na ilha do Corvo que editou os primeiros livros de Pablo Neruda.

Em comunicado, a representação parlamentar do PPM revela ter entregado hoje nos serviços da Assembleia Legislativa, localizados na cidade da Horta, um projeto de resolução que recomenda ao Governo Regional a criação, até ao final da atual legislatura, de um roteiro cultural dedicado à vida e à obra deste corvino.

Carlos George Nascimento, nascido em 1885, chegou ao Chile em busca de um tio, João Nascimento, o dono da livraria Nascimento, que mais tarde herdou e usou como rampa de lançamento da sua editora.

É considerado o grande impulsionador da literatura chilena no século XX, tendo publicado, em primeira edição, 32 autores laureados com prémios nacionais chilenos e dois prémios Nobel da Literatura. Entre eles constam Gabriela Mistral, Pablo de Rokha e Pablo Neruda.

“Considera-se da maior importância integrar a ilha do Corvo neste roteiro cultural de excelência através de uma das personalidades naturais da ilha que alcançaram maior projeção e notoriedade na área da cultura: o editor Carlos George Nascimento”, adianta a nota do PPM, assinada pelo deputado Paulo Estêvão.

O único deputado do PPM no parlamento açoriano destaca que o Governo Regional, liderado pelo socialista Vasco Cordeiro, tem vindo a publicar um conjunto de roteiros culturais “de grande interesse”, designados por “Roteiro Culturais (Personalidades), que contêm uma resenha histórica de personalidades que identificam os Açores, em diferentes vertentes, e sugerem um convite pelos História e geografia das ilhas de onde são naturais”.

“É de inteira justiça que a vida e obra do corvino Carlos George Nascimento integre, por direito próprio, a coleção dos Roteiros Culturais dos Açores (Personalidades)”, defendeu Paulo Estêvão, que em agosto disse à Lusa que ainda existe no Corvo a casa onde Carlos George Nascimento nasceu e registos documentais, que poderão ser aproveitados para o roteiro.

A vida e o percurso deste açoriano já motivaram uma biografia com o título “O corvino Carlos G. Nascimento – coarquitecto das letras chilenas”, da autoria do professor Isidoro del Postigo, membro da Academia Chilena da História.

Em 2015, o realizador e músico açoriano Zeca Medeiros deverá estrear um telefilme sobre Carlos Nascimento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.