PPM/Açores diz que grua que serve a ilha do Corvo está avariada

PPM/Açores diz que grua que serve a ilha do Corvo está avariada

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Dez de 2016, 13:02

O deputado do PPM no parlamento dos Açores disse hoje que a grua que serve as embarcações de pesca e de recreio da ilha do Corvo está "novamente avariada", situação que prejudica

 

Num requerimento enviado à Assembleia Legislativa Regional, Paulo Estêvão afirma que “tem denunciado e alertado, inúmeras vezes, as entidades competentes, para as sucessivas avarias da grua” do Serviço de Lotas dos Açores (Lotaçor).

Para Paulo Estêvão, o “caso das recorrentes avarias da grua”, a única fixa que serve o porto da Casa, na ilha, “repete-se com inusitada frequência, prejudicando gravemente os pescadores e outros utentes da mesma”.

“Na verdade, a referida grua está, durante a maior parte do tempo, avariada ou com um nível de operacionalidade reduzido”, adianta o parlamentar, considerando que “esta situação não pode eternizar-se”.

Paulo Estêvão sustenta que a grua “ou é substituída ou então deve ser reparada, se tal for possível”, para que “garanta o seu funcionamento regular em condições de segurança e de operacionalidade”.

No requerimento, o deputado, além de questionar em que data será concretizada a reparação da grua, quer saber se, face à “enorme frequência das avarias”, está a ser equacionada a sua substituição a curto prazo.

Paulo Estêvão pretende ainda apurar se as “sucessivas reparações” da grua “diminuíram, de alguma forma”, as condições de segurança da mesma.

Em julho, o deputado, eleito pelo círculo do Corvo, afirmou que as quatro gruas existentes na mais pequena ilha dos Açores estavam avariadas, tendo as entidades responsáveis assegurado que estava em curso a resolução do problema.

Segundo o deputado, as duas gruas da empresa pública Portos dos Açores estavam avariadas “há já algum tempo” e também a grua fixa da empresa pública Lotaçor, que era utilizada pelos pescadores, avariou e a única que funcionava, propriedade de uma empresa privada, tinha também ficado estragada.

Na ocasião, a Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores fez saber que “a grua da Lotaçor já estava operacional, ainda que a uma velocidade um pouco mais lenta do que o habitual”, situação que seria corrigida.

A agência Lusa tentou obter uma reação junto daquela secretaria, mas até ao momento, ainda não foi possível.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.