Portugueses são os europeus mais ativos nas redes sociais

Portugueses são os europeus mais ativos nas redes sociais

 

Lusa/AO online   Nacional   18 de Dez de 2012, 10:15

Os portugueses são os europeus que mais utilizam a Internet para publicar mensagens nas redes sociais, segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat.

As estatísticas sobre o acesso e o uso da internet do Eurostat demonstram que na União Europeia (UE) mais de três quartos dos lares tinham acesso à Internet este ano, contra os 49% registados em 2006 e os 66% verificados em 2009.

Entre 2006 e 2012, todos os Estados-membros registaram crescimentos no acesso à Internet.

As maiores percentagens de acesso à internet este ano pertenceram à Holanda (94%) e ao Luxemburgo (93%), enquanto as mais baixas foram observadas na Bulgária (51%), na Grécia e na Roménia (54% em ambos).

Em Portugal, 61% dos lares tinham acesso à internet este ano, um valor inferior à média da UE, mas que representa uma evolução relativamente aos 35% registados em 2006 e aos 48% observados em 2009.

De acordo com o gabinete de estatística da UE, 72% dos lares da União tinham acesso à internet de banda larga, contra 30% em 2006 e 57% em 2009.

Em Portugal, 60% dos lares utilizavam a Internet através de banda larga este ano, um crescimento relativamente aos 24% de 2006 e aos 46% de 2009.

No que respeita às atividades desenvolvidas pelos utilizadores da Internet – leitura de notícias e jornais, serviços bancários, utilização das redes sociais, serviços relacionados com viagens e alojamentos e criação de 'sites' e 'blogues' – os portugueses destacaram-se na utilização das redes sociais.

Em Portugal, 75% dos internautas utilizaram a Internet para publicar mensagens nas redes sociais este ano, a percentagem mais elevada entre os Estados-membros analisados e superior à média da UE (52%).

Mais de metade dos portugueses (67%) leu jornais ou notícias na Internet, uma percentagem ligeiramente superior à média da UE (61%), mas longe dos 92% registados na Lituânia e dos 91% observados na Estónia.

No que respeita aos serviços bancários, 41% dos portugueses utilizou a Internet, um valor abaixo da média da União (54%) e aquém dos 91% observados na Lituânia.

Quanto aos serviços de viagens e alojamento, 28% dos portugueses recorreu à Internet, contra os 50% da média da UE.

Relativamente à criação de 'sites' e 'blogues', Portugal apresenta uma percentagem de 12%, superior à média da UE (9%), numa tabela liderada pela Holanda (17%).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.