Sismo no Haiti

Portugueses interessados em adoptar crianças haitianas vítimas da tragédia


 

Lusa / AO online   Nacional   18 de Jan de 2010, 14:02

 Muitos portugueses têm contactado organizações para saberem como podem adoptar crianças haitianas que ficaram sem família por causa do terramoto, mas as instituições ainda não sabem que resposta dar, segundo fontes destas associações.
À Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) não param de chegar manifestações de portugueses dispostos a adoptar crianças haitianas vítimas da tragédia, de acordo com a porta-voz da instituição.

Segundo Sara Sampaio, há quem considere o “sonho de uma vida” a adopção de uma criança que passa por uma tragédia como a que assolou o Haiti.

Esta organização ainda não está a dar resposta aos pedidos de informação, porque ainda não sabe qual o melhor encaminhamento.

A CVP destaca, contudo, a grande solidariedade dos portugueses que não param de se oferecer para ajudar, seja na intenção de adoptar uma criança que ficou sem família ou na disposição de ir para o Haiti “fazer o que for preciso”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.