Portugueses entre os consumidores com mais horas de Internet

Portugueses entre os consumidores com mais horas de Internet

 

Lusa/AO online   Economia   12 de Dez de 2007, 15:22

Os portugueses estão entre os consumidores internacionais que mais horas diárias dedicam à Internet, mas o tempo de leitura de jornais e revistas fica longe dos níveis registados em outros países, revelou uma pesquisa.
       Em média, os portugueses passam cinco horas diárias a navegar na Internet, o que significa que um em cada três portugueses utiliza serviços on-line cerca de 11 vezes ao dia, segundo os mesmos dados.

    Os valores portugueses só são ultrapassados pelos Estados Unidos, onde o tempo que se passa on-line ultrapassa as cinco horas durante a semana e as seis aos fins-de-semana.

    O estudo da empresa Columbus Media International, intitulado "Um dia na vida", abrangeu sete países (além de Portugal também Reino Unido, Alemanha, Polónia, Canadá, Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos) e analisou os hábitos de consumo de meios de comunicação, telefone e Internet.

    A pesquisa, realizada via on-line entre Junho e Agosto deste ano, foi coordenada em Portugal pela agência de planeamento e compra de espaço publicitário Nova Expressão.

    No estudo participaram um total de 3700 adultos, dos quais 681 são de nacionalidade portuguesa.

    Longe dos níveis de utilização de Internet está o tempo dedicado pelos portugueses à leitura de jornais e de revistas.

    Segundo a pesquisa, os portugueses reservam em média, durante a semana, 36 e 38 minutos diários para ler jornais e revistas, respectivamente.

    Valores que aumentam no fim-de-semana, período em que o tempo de leitura sobe para 1 hora, no caso dos jornais, e para 52 minutos, no caso das revistas.

    Em comparação com os outros países analisados, Portugal é aquele que apresenta o menor tempo de leitura, sendo seguido pela Polónia, onde os consumidores reservam 48 a 37 minutos para ler títulos de imprensa.

    Com uma média de uma hora diária, o Reino Unido e o Canadá são os países que registam o maior tempo de leitura de jornais.

    No que diz respeito ao pequeno ecrã, os consumidores norte-americanos e ingleses são os mais "viciados" à televisão, uma vez que gastam em média entre 3,7 e 4,3 horas diárias, respectivamente.

    A pesquisa revelou que os portugueses passam menos tempo à frente da televisão, apresentando uma média diária de 2,8 horas.

    A Polónia e os Emirados Árabes Unidos (EAU) gastam ainda menos tempo a ver televisão, atingindo uma média diária de 2,1 e 2,6 horas, respectivamente.

    No campo dos conteúdos televisivos, o estudo referiu que quase três quartos dos inquiridos portugueses (70 por cento) estão preocupados com a violência exposta nos ecrãs, considerando-a excessiva.

    Sobre o consumo de rádio, a pesquisa da Columbus Media destacou que são os polacos os consumidores analisados que mais ouvem este meio, com uma média diária de 3,1 horas.

    Em Portugal, o tempo de audição de rádio é de 2,4 horas.

    "Este estudo permitiu verificar a existência de enormes variações no consumo dos media, no que se refere aos continentes em estudo", afirmou a directora da Columbus Media International Europa, Kate Williams.

    A responsável destacou ainda que a pesquisa pretendeu demonstrar que o consumo de produtos de media continua a ser determinado localmente e que qualquer estratégia internacional para ter sucesso precisa ter isso em conta.

    A Columbus Media International integra, neste momento, 19 agências em todo o mundo, tendo sede em Londres.

    No total, a rede internacional representa investimentos publicitários de cerca de três mil milhões de euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.