Portuguesa candidata a 'mayor' no Canadá aposta no combate ao desemprego jovem

Portuguesa candidata a 'mayor' no Canadá aposta no combate ao desemprego jovem

 

AO/Lusa   Regional   5 de Out de 2014, 13:53

A portuguesa Rosalinda Garcia justifica a sua candidatura à Câmara canadiana de Whitby com a necessidade de contrariar o desemprego jovem, um problema que também afeta a segunda geração de imigrantes.

Rosalinda Garcia, natural de Arrifes, São Miguel (Açores), emigrou para o Canadá com a sua família aos sete anos de idade, e está a candidatar-se ao cargo de presidente da Câmara de Whitby, uma cidade localizada a leste de Toronto

"Adoro a cidade onde resido há 14 anos, e estou a candidatar-me porque é necessário mudar a mentalidade da forma como pensam em fazer as coisas", começou disse Ros Whitby, nome como é conhecida.

A empresária de 47 anos, caso seja eleita a 27 de outubro, pretende criar "parcerias" com outras autarquias para trocar experiências, mostrando-se "confiante" na vitória no sufrágio municipal e pretendendo levar o melhor entre os cinco candidatos ao cargo, mostrou-se ainda preocupada com a "falta de emprego" para a juventude.

"É necessário fazer algo, quando olho para os mais novos na escola, na universidade, vejo que no futuro não terão empregos, é preciso fazer algo, criando parcerias com as empresas", sugeriu.

Dada a sua experiência no setor empresarial, Ros Whitby pretende um maior envolvimento naquele setor com as pequenas e médias empresas "atraindo novos negócios para a cidade".

A candidata também não esqueceu os cerca de dois mil portugueses e lusodescendentes residentes em Whitby: "Sinto-me muito orgulhosa, pois dão-me muita confiança com o apoio demonstrado, têm sido fantásticos".

No entanto, Rosalinda Garcia reconhece que é necessário votar "para se fazerem mudanças", até porque a adesão dos eleitores nas últimas eleições municipais, em 2010, não foi famosa, apenas 25 por cento exerceu esse direito.

Whitby é uma cidade metropolitana de Toronto, localizada na região de Durham, a 15 km do leste de Toronto, localizada nas margem norte do lago Ontário. Existem cerca de 125 mil habitantes, cerca de dois mil são portugueses e lusodescendentes.

Em Kingsville, a cidade mais a sul do Canadá, o presidente da câmara Nelson Santos é português, e também há lusodescendentes nas autarquias de Toronto e Cambridge - Ana Bailão e Frank Monteiro, que se vão recandidatar.

 

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.