Portugal vai hoje aos mercados para colocar até 1.000 ME em dívida de longo prazo

Portugal vai hoje aos mercados para colocar até 1.000 ME em dívida de longo prazo

 

Lusa/AO Online   Economia   12 de Jul de 2017, 07:54

O Estado português vai voltar hoje aos mercados com dois leilões de dívida de longo prazo, um a 10 e outro a 28 anos, com os quais espera arrecadar entre 750 e até 1.000 milhões de euros.

O IGCP, agência que gere a dívida pública portuguesa, informou que vai realizar hoje "dois leilões das Obrigações do Tesouro com maturidades em 14 de abril de 2027 e em 15 de fevereiro de 2045".

O último leilão de obrigações a 10 anos realizou-se em junho, quando a agência liderada por Cristina Casalinho colocou 750 milhões de euros a uma taxa de juro média de 2,851%.

A última emissão de mais longo prazo foi colocada em 2015 quando, em janeiro daquele ano, emitiu através de um sindicato bancário 2.000 milhões de euros em dívida a 30 anos e, em abril, reabriu uma linha da mesma maturidade, tendo colocado mais 500 milhões de euros no mercado. A taxa de juro média foi de 4,1% em ambos os casos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.