Portugal tem registados 626 dadores de espermatozóides e de ovócitos

Portugal tem registados 626 dadores de espermatozóides e de ovócitos

 

Lusa / AO online   Nacional   8 de Fev de 2015, 11:19

Em Portugal existem 626 dadores de espermatozoides e dadoras de ovócitos registados desde janeiro de 2013, cuja identidade não pode ser revelada e à qual só poderão ter acesso dois elementos da Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA).

 

Este registo entrou em funcionamento em janeiro de 2013 e, desde então, reúne os dadores de gâmetas masculinos e femininos que realizaram as doações em Portugal, segundo disse à Lusa o presidente do CNPMA.

De acordo com Eurico Reis, a informação que consta desta base de dados é confidencial e a ela só poderão ter acesso o presidente e o vice-presidente do CNPMA, em simultâneo.

Os dadores em questão realizam as suas dádivas, algumas das quais já foram utilizadas e deram origem a gravidez e a crianças nascidas, embora estes dados não constem do registo. Não constam desta base de dados as dádivas importadas.

Em 2014 entrou ainda em funcionamento o registo da atividade de Procriação Medicamente Assistida (PMA) em Portugal, com dados sobre as crianças nascidas através destas técnicas, que em 2016 cumprem 30 anos em Portugal.

O CNPMA tem, até hoje, compilados os dados referentes à atividade dos centros de PMA em 2012, tendo em conta a necessidade de aguardar o tempo da gestação. Em 31 de janeiro deste ano, começaram a ser tratados os dados de 2013.

Em 2012 nasceram 2.134 crianças com recurso a técnicas de PMA, representando 2,4 por cento dos nascimentos nesse ano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.