Agricultura

Portugal pode reforçar liderança no sector da cortiça


 

Lusa/AO online   Economia   28 de Mai de 2010, 12:30

O ministro da Agricultura disse esta sexta-feira, em Coruche, acreditar na possibilidade de Portugal reforçar a liderança mundial ao nível da produção de cortiça e realçou a importância da fileira florestal na economia do país.
António Serrano, que inaugurou a segunda edição da Ficor – Feira Internacional da Cortiça, que decorre em Coruche até domingo, recordou que a floresta contribui “praticamente com 3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB)” do país, tendo ajudado no incremento das exportações.

Frisando que só o sector da cortiça representa 800 milhões de euros nas exportações, empregando 12 000 pessoas, o ministro afirmou que, num momento de “profunda crise é importante dizer que (a fileira florestal) representa vitalidade e esperança muito importante para todos”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.