Portugal é dos países da UE com mais queixas de insegurança na Internet

Portugal é dos países da UE com mais queixas de insegurança na Internet

 

Lusa/AO Online   Nacional   8 de Fev de 2016, 10:30

Mais de um terço dos portugueses (36%) queixam-se de ter tido problemas de segurança na Internet, o terceiro valor mais elevado da União Europeia, e cerca de um quarto (26%) evitaram por esse motivo efetuar operações bancárias online, revelam dados hoje divulgados pelo Eurostat.

De acordo com um inquérito hoje divulgado pelo gabinete oficial de estatísticas da UE, por ocasião do 'Dia da Internet Mais Segura', 36% dos internautas portugueses inquiridos afirmaram ter-se confrontado com problemas de segurança na Internet – tais como vírus, utilização abusiva de dados pessoais, perdas financeiras ou acesso de crianças a sítios de Internet inapropriados – durante o ano transato, valor apenas superado pela Croácia (42%) e Hungria (39%).

A média de queixosos ao nível da União Europeia fixou-se nos 25%.

O inquérito do Eurostat revela que Portugal é também o terceiro país da UE onde mais pessoas (30%) abdicam de efetuar compras ou fazer encomendas 'em linha' de bens ou serviços para fins privados por recearem problemas de segurança, valor que fica apenas atrás de Roménia (35%) e Suécia (34%).

A insegurança sentida levou ainda a que cerca de um quarto (26%) dos utilizadores de Internet em Portugal tenham evitado efetuar operações bancárias, tal como a gestão de conta - valor apenas superado na Alemanha (27%) -, e a que somente 16% dos portugueses tenham acedido à Internet através de um dispositivo móvel recorrendo a uma conexão sem fios que não a da sua residência.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.