Florestas

Portugal deve garantir que madeira tropical importada é sustentável


 

Lusa/AO online   Nacional   17 de Nov de 2011, 16:43

Portugal deve ter critérios para garantir que a madeira tropical comprada a outros países vem de florestas geridas de forma sustentável, para permitir a renovação das árvores e impedir o comércio ilegal, defendeu um responsável da organização WWF.
O comércio de madeiras tropicais "tem riscos associados porque alguns dos países de onde provêm têm um baixo nível de controlo relativamente às práticas de exploração florestal e esta, por vezes, acontece de uma forma insustentável", disse à agência Lusa o coordenador do programa de conservação da WWF.

A organização internacional de conservação da natureza explica que aquele tipo de exploração "não permite que a floresta se possa renovar e constituir numa fonte de receita e riqueza de uma forma sustentável", levando à degradação e destruição destas áreas, que têm um valor social e em termos de biodiversidade "muito importante".

Luís Silva realçou que "aquilo que hoje se pede a países como Portugal é que tenham critérios que permitam aferir se a madeira importada vem de florestas geridas de forma correcta".

Esta responsabilidade pode ser concretizada quer através de requisitos legais, quer através de mecanismos independentes de certificação da origem da madeira para permitir ao consumidor final ter um papel activo na selecção de produtos como mobiliário ou papel, verificando se existe o selo que garante ser de floresta gerida de forma adequada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.