Rally Arquipélagos

Porto Santo dá as boas-vindas ao Rally AO Arquipélagos

Porto Santo dá as boas-vindas ao Rally AO Arquipélagos

 

Paulo Vieira Lopes / DN Madeira   Regional   15 de Jul de 2010, 10:51

Os ‘heróis do mar’ assim como os elementos da organização deste evento que assinala os 175 anos do Açoriano Oriental receberam quarta-feira as boas-vindas ao Porto Santo
Passava pouco das 7 horas da manhã de ontem quando a última embarcação participante no I Rally Arquipélagos cortava a linha de chegada, instalada na baía do Porto Santo.

O último aventureiro a completar esta perna de cinco dias, em pleno Oceano Atlântico, entre Ponta Delgada e a ilha madeirense foi o ‘Danny Boy’ de João Mota Vieira.

Poucas horas antes tinham chegado a bom porto as três derradeiras embarcações, nomeadamente o ‘Desafinado’, do skipper Agostinho Silva; o ‘Trilemus’, de Tomás Freitas e o ‘Cinco Estrelas’, de José Serra.

Já durante a tarde de quarta-feira todos os ‘heróis do mar’ assim como os elementos ligados à organização deste evento inédito que integra as festividades dos 175 anos do Açoriano Oriental, receberam as boas-vindas ao Porto Santo.

A cerimónia de recepção, ao contrário da que estava marcada, na Câmara Municipal, ‘transferiu-se’ para a Direcção Regional da Administração Pública do Porto Santo, com o director, Jocelino Velosa, a receber as cerca de três dezenas de participantes.

Uma breve recepção que mereceu para além do elogio feito pelo ‘homem da casa’ à organização deste evento que com esta iniciativa promove ainda mais a do ilha do Porto Santo, assim como os arquipélagos dos Açores e da Madeira, uma troca de ‘galhardetes’ entre ambos.

Já pelas 20 horas e depois de um passeio pela ilha, os ‘aventureiros’ foram recebidos pelo Clube Naval do Porto Santo, colectividade anfitriã do evento nesta ilha, naquele que foi o ‘Porto Santo de Honra’.

Depois das emoções em alto mar, durante cinco dias, os velejadores das oito embarcações presentes nesta primeira perna, aos quais se juntaram Rui São Marcos e Diamantino Mateus, tripulantes da embarcação madeirense ‘Quero Quero’, aproveitam a estada no Porto Santo, não só para conhecerem a ilha mas também para trocar ideias e experiências de ‘mar’.

Depois da festa do mar, o convívio é feito agora em terra, antes de nova largada sexta-feira.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.