Porto de Abrigo propõe suspensão de novas regras de pesca com armadilhas

Porto de Abrigo propõe suspensão de novas regras de pesca com armadilhas

 

lusa   Regional   17 de Abr de 2010, 16:37

Apesar de não contestar a necessidade de atualização das normas aplicáveis ao exercício da pesca através das artes em causa, a Porto de Abrigo considerou, em comunicado, que a nova regulamentação deveria ter sido precedida de um estudo prévio “das espécies capturadas e das consequências económicas e sociais” resultantes da sua aplicação.

“A adopção de mais restrições sem apresentação de propostas de forma atempada aos pescadores apenas serve para incentivar o clima de crispação e divisão entre a pesca das diferentes ilhas”, alega, ao considerar quer as normas que o Governo Regional fez publicar em Jornal Oficial na sexta feira se dirige “contra os pescadores de São Miguel, nomeadamente contra as embarcações costeiras que capturam crustáceos (lagosta e cavaco) entre os meses de abril e setembro”.

Segundo a Porto de Abrigo, importa suspender a eficácia das novas regras, impondo-se que “a alteração da legislação seja precedida do estudo da situação dos recursos em causa e da audição adequada aos pescadores/armadores e às entidades representativas das diferentes ilhas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.