População estrangeira em Portugal cresceu 20 por cento


 

Lusa/AO online   Nacional   13 de Dez de 2007, 15:36

A população estrangeira com autorização de residência em Portugal cresceu 20 por cento entre 2005 e 2006, ano em que atingiu os 329.898 cidadãos, indicam os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE).
    De acordo com o boletim do INE, "este acréscimo, bastante mais significativo do que o registado em anos anteriores, resulta sobretudo da concessão de Autorizações de Residência a detentores de Autorizações de Permanência (cerca de 31.300)".

    Além destes 329 mil titulares de autorizações de residência, também viviam legalmente em Portugal 32.661 cidadãos a quem foi concedida uma prorrogação da autorização de permanência, 55.391 a quem foi prolongado o visto de longa duração e 16.937 a quem foram atribuídos vistos de longa duração.

    Assim, o INE estima que em 2006 residiam ou permanciam de forma legal em Portugal 434.887 cidadãos de nacionalidade estrangeira, um aumento de 4,5 por cento face aos 415.934 estimados em 2005.

    A comunidade brasileira era maioritária, com 73.384 cidadãos, ou seja 16,9 por cento do total de estrangeiros em Portugal, seguida da população de Cabo Verde, com 68.145, ou 15,7 por cento do total.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.