Educação

Política "tolerância zero" para combater bullying


 

Lusa / AO online   Nacional   17 de Jun de 2010, 18:26

O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP) defendeu esta quinta-feira que para combater o bullying se devia “criar nas escolas uma política de tolerância zero à violência entre pares”.
“O ideal é criar em todas as escolas uma política de tolerância zero entre pares, com apelo a que ninguém tenha medo de denunciar este tipo de situações”, salientou Albino Almeida durante o Congresso Internacional de Violência entre Pares – Bullying, que decorre esta quinta e sexta-feira em Matosinhos.

O presidente da CONFAP sugere ainda a criação de um “regulamento interno”, feito pelas escolas “com a participação dos alunos”, e divulgado a encarregados de educação, em que sejam enumeradas as penalizações pela prática de ilícitos como o dano, roubo e injúria.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.