Médio Oriente

Polícia do Dubai acusa Mossad


 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Fev de 2010, 14:33

A polícia de Dubai acusou esta quinta-feira a Mossad, serviços secretos israelitas, de estar directamente implicada no assassínio de um responsável do movimento palestiniano Hamas a 20 de Janeiro no Emirado.
«O nosso inquérito revelou que a Mossad está implicada no assassínio de (Mahmud) al-Mabhuh. A Mossad está 99 por cento, senão mesmo 100 por cento, por trás do assassínio», disse o chefe da polícia, Dhahi Khalfan, à edição digital do jornal The National, próximo do governo.

«Os indícios na posse da polícia do Dubai mostram uma ligação clara entre os suspeitos e pessoas com relações directas com Israel», acrescentou o general Khalfan.

A Mossad foi acusada pelo Hamas de ter assassinado Mahmud al-Mabhuh, fornecedor de armas para o movimento de resistência islâmica e um dos fundadores do seu braço armado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.