Polícia confirma morte de seis pessoas em queda de helicóptero em Itália

Polícia confirma morte de seis pessoas em queda de helicóptero em Itália

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   24 de Jan de 2017, 13:55

Todas as seis pessoas a bordo do helicóptero de emergência que se despenhou na estância de esqui de Campo Felice, em Itália, morreram na sequência da queda do aparelho, indicaram fontes oficiais.

 

A polícia italiana disse que o aparelho caiu perto da estância de Campo Felice, na zona montanhosa do centro de Itália, durante uma missão para retirar um esquiador ferido.

As imagens de televisão e as fotografias tiradas no local mostram que o helicóptero se desfez em pedaços ao embater na neve, ficando intactas apenas as hélices da cauda e a secção traseira. As equipas de emergência retiraram os corpos em trenós, até uma zona onde os esperavam os veículos de assistência médica.

A má visibilidade atrasou a chegada das equipas de emergência. Testemunhas oculares relataram que a zona estava coberta de densas nuvens no momento da queda do helicóptero.

"A área onde [o helicóptero] caiu é de difícil acesso mesmo com o melhor tempo. O forte nevoeiro está a tornar tudo ainda mais difícil", tinha dito durante a manhã um porta-voz da polícia.

Um responsável da divisão de floresta dos Carabinieri de Aquila, a capital da região, confirmou, sob anonimato, que as seis pessoas a bordo morreram no embate.

O porta-voz da proteção civil italiana, Luigi D'Angelo, disse que a bordo do aparelho seguiam o esquiador ferido (que estava a ser retirado), pessoal médico e a tripulação. O helicóptero estava a transportar o esquiador das pistas de Campo Felice para Aquila.

O autarca de Lucoli, Gianluca Marrocchi, disse ter visto o helicóptero e que se questionou por que razão estaria a voar tão baixo.

"Depois disso desapareceu no nevoeiro", disse o autarca da localidade próxima do acidente.

O helicóptero emitiu um sinal de alerta para colisão e a polícia recebeu testemunhos de pessoas que ouviram uma grande explosão.

Campo Felice fica perto do epicentro dos recentes sismos e da avalancha na semana passada.

Trata-se de uma pequena estância que é bastante popular entre os habitantes de Roma que tiram o dia para ir esquiar. A capital italiana fica a apenas 120 quilómetros a leste de Campo Felice.

A estância situa-se a 710 metros de altitude, mas a área das pistas de esqui estende-se a altitudes superiores a 2.000 metros.

No entanto, a queda do aparelho ocorre numa altura em que as equipas de emergência - bombeiros, polícia de montanha e outros serviços especializados - estão envolvidos em ações de resgate e buscas na sequência dos sismos, das maiores nevadas das últimas décadas em Itália e da avalancha que soterrou o hotel Rigopiano.

O Rigopiano situa-se no outro lado do Monte Gran Sasso, o pico com quase 3.000 metros domina aquela cadeia montanhosa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.