Polícia alemã apresenta queixa contra dirigente de partido de extrema-direita

Polícia alemã apresenta queixa contra dirigente de partido de extrema-direita

 

Lusa/AO online   Internacional   2 de Jan de 2018, 09:50

A polícia alemã indicou na segunda-feira ter apresentado queixa contra a vice-presidente da Alternativa para a Alemanha (AfD, extrema direita) por uma mensagem contra refugiados muçulmanos publicada nas redes sociais.

Um porta-voz da polícia de Colónia, visado pela mensagem, considerou que Beatrix von Storch é potencialmente culpada de "incitamento ao ódio".

Numa mensagem difundida nas redes Twitter e Facebook, após o Ano Novo, a deputada denunciou as mensagens, também em árabe, da polícia de Colónia a pedir cuidado durante a noite de fim do ano à população local.

"Que diabo se passa neste país? Por que publica a polícia as suas mensagens oficiais em árabe?”, escreveu a deputada.

"Dirige-se deste modo às hordas de bárbaros, muçulmanos e violadores para os tentar acalmar?”, acrescentou, numa referência explícita às agressões sexuais de que foram vítimas numerosas mulheres, em Colónia, na noite de ano novo em 2016, perpetradas por jovens migrantes.

O Twitter e o Facebook retiraram a mensagem controversa das contas de Storch, devido à nova legislação alemã que visa evitar o incitamento ao ódio nas redes sociais.

Depois de a mensagem ter sido apagada, Beatrix von Storch denunciou "o fim do Estado de direito na Alemanha".

Cerca de 1,5 requerentes de asilo chegaram à Alemanha desde 2015, nomeadamente provenientes da Síria.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.