Clube Desportivo Santa Clara

Plano de insolvência do CDSC não está a ser cumprido acusa Rui Cordeiro

Plano de insolvência do CDSC não está a ser cumprido acusa Rui Cordeiro

 

Nuno Martins Neves   Futebol   22 de Jul de 2015, 23:34

O presidente da direção do Clube Desportivo Santa Clara, Rui Cordeiro, afirmou hoje em plena assembleia geral extraordinária que o plano de insolvência dos 'encarnados' de Ponta Delgada não está a ser cumprido.

Rui Cordeiro apontou o dedo a Mário Batista, atual administrador único do plano, e responsável pela execução do mesmo. "O cumprimento do plano foi entregue ao administrador único. Neste momento, podemos verificar que ele não está a ser cumprido. Os valores não refiro, por motivos de sigilo. Não queremos instabilidade mas teremos o cuidado de apurar junto da contabilidade do valor em incumprimento".

O presidente dos 'encarnados' adiantou ainda que irão reunir com o administrador de insolvência, Manuel Bacalhau, para que este lhes forneça um "cabal esclarecimento sobre o integral cumprimento do plano de insolvência. Nos temos o direito de saber".

As afirmações foram efetuadas à margem da assembleia geral extraordinária do Santa Clara sem a presença de Mário Batista, onde os sócios aprovaram por maioria todas os seis pontos de ordem em discussão. Entre eles encontram-se a preservação dos 40 por cento da participação do clube na SAD, em caso de aumento do capital social; que o presidente do Conselho de Administração da Santa Clara Açores, Futebol SAD deve ser o presidente do Clube Desportivo Santa Clara, desde que o mesmo não seja detentor de uma posição acionista relevante que lhe confira maioria de votos.

Leia a reportagem na íntegra na edição de sexta-feira, 24 de julho, do Açoriano Oriental.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.