PJ está a analisar lista ligada ao grupo extremista Estado Islâmico

PJ está a analisar lista ligada ao grupo extremista Estado Islâmico

 

Lusa/AO Online   Nacional   10 de Mar de 2016, 12:10

A Polícia Judiciária está a analisar a situação da lista que contém dados de elementos ligados ao grupo extremista Estado Islâmico para identificar os nomes e relacionar com Portugal ou com interesses portugueses, disse à Lusa fonte da PJ.

Segundo a mesma fonte, essa análise está a cargo da Unidade Nacional de Combate do Terorismo (UNCT) da PJ.

A televisão britânica Sky News revelou ter recebido, das mãos de um jihadista arrependido, milhares de documentos do autoproclamado Estado Islâmico com os nomes de milhares de combatentes, incluindo contactos telefónicos ativos e moradas.

Segundo a estaçaõa televisiva, a documentação recebida contém nomes de cidadãos de pelo menios 51 nacionalidades diferentes que se juntaram ao grupo extremista.

Muitos dos jihadistas encontram-se na Europa ocidental, nos Estados Unidos, no Canadá, no Magreb e no Médio Oriente, segundo a Sky News.

A lista já terá sido entregue aos serviços de informação.

Segundo escreve a TSF no seu sítio na internet, também a polícia federal alemã terá recebido no início da semana uma lista com dezenas de milhares de documentos com nomes, moradas, números de telefone e contactos de famílias de pessoas que se juntaram ao Daesh (estado islâmico).

As autoridades terão tido acesso a mais de 22 mil impressos que os candidatos teriam de preencher para ser aceites no Daesh e contêm informação sobre cidadãos de 51 países.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.