PJ diz que indícios sugerem morte de estudante no Porto por "queda involuntária"


 

Lusa/AO online   Nacional   1 de Abr de 2016, 18:24

Os indícios recolhidos sobre a morte de um estudante universitário no Porto sugerem que houve "uma queda involuntária" da própria vítima, disse fonte da Polícia Judiciária.

 

A Judiciária vai continuar a recolher depoimentos dos elementos envolvidos, mas todos os indícios “recaem sobre a hipótese da queda como razão da morte do estudante, na sequência de uma desavença, embora falte ainda conhecer os resultados da autópsia.

“A queda dever-se-á a uma intervenção voluntária de uma amiga que tentou separar a vítima dos agressores. E foi nessa separação que terá caído e não voltou a levantar-se”, explicou à Lusa fonte da Polícia Judiciária, explicando que estas informações têm na sua base as diligências da Judiciária e a recolha de imagens captadas por câmaras de videovigilância.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.