PJ detém diretor do Museu da Presidência


 

Lusa/AO Online   Nacional   30 de Jun de 2016, 09:18

A Polícia Judiciária deteve o diretor do Museu da Presidência da República, Diogo Gaspar, por suspeitas dos crimes de peculato e participação económica em negócio, confirmou hoje à Lusa fonte ligada ao processo.

A notícia foi hoje avançada pelo Diário de Notícias, que refere que as suspeitas de crime estão relacionadas com a gestão do museu e fala também do crime de corrupção, além do peculato e participação económica em negócio.

Além da detenção, a Unidade Nacional Contra a Corrupção (UNCC) da PJ está a realizar dezenas de buscas a domicílios, empresas e ao gabinete de Diogo Gaspar no Museu da Presidência.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.