Pinto da Costa vai a julgamento por 7 crimes ligados à segurança privada

 Pinto da Costa vai a julgamento por 7 crimes ligados à segurança privada

 

Lusa/AO online   Nacional   29 de Abr de 2016, 18:37

O Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) decidiu levar a julgamento 54 arguidos da Operação Fénix, incluindo o presidente do Futebol Clube do Porto, Pinto da Costa, e o administrador da SAD do clube, Antero Henriques.

 

Segundo o despacho de pronúncia, Jorge Nuno Pinto da Costa vai a julgamento por sete crimes de exercício ilícito da atividade de segurança privada, enquanto Antero Henriques responde por seis crimes idênticos.

O juiz Carlos Alexandre pronunciou também a empresa SPDE - Segurança Privada e Vigilância em Eventos, por um crime de associação criminosa e outro de exercício ilícito de atividade de segurança privada, e o sócio-gerente, Eduardo Jorge Lopes Santos Silva, por crimes de associação criminosa, exercício ilícito da atividade da segurança privada e detenção de arma proibida.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.